Lugar estranho...

A Finlândia é um lugar estranho...
Como país, é o país perfeito. Não em termos de pessoas, mas em tudo aquilo em que nós dizemos que Portugal é um país de m****, a Finlândia é perfeita. É algo estranho. Para todos os sítios para onde olhe vejo planeamento urbanístico, organização, civilidade, responsabilidade, beleza. Não se vê vivendas por aqui, vêem-se prédios. É uma solução mais eficiente em termos de conservação de energia e calor, e de alojamento. Acho que também é responsável por fazer com que haja tanto espaço verde e ruas largas em volta. Os carros andam devagar. As regras são cumpridas e os serviços funcionam. Tudo é reduzido à simplicidade e funcionalidade. Não há insegurança, crime, corrupção, desigualdade social,...
Pagam-se muitos impostos, as coisas são caras e há muitas regras para obedecer, mas tu isso se traduz numa noção de grande liberdade. A liberdade de poder andar na rua sem medo nenhum a qualquer hora do dia e sem ter medo de ninguém, a liberdade de poder ter cabides sem vigilância na universidade e saber que as nossas coisas estarão lá quando voltarmos. A liberdade de poder organizar livremente a minha vida porque me são dadas todas as informações e sei todas as regras, e as pessoas cumprem a sua parte.
As pessoas podem não ser tão calorosas, mas isso não serve de desculpa para país nenhum. As relações sociais são algo que dependem de cada um nós e dos outros. A verdade é que quando temos tanta base de suporte, acabamos por ficar sem desculpas para não sermos melhores ou mais felizes. Aqui dão-te todas as condições que podes exigir... Depois disso, o resto depende de ti!
É algo surreal para quem vem do sul da europa...
Sim, é frio, as pessoas são frias, mas o resto está tudo cá. ;)

3 Response to "Lugar estranho..."

  1. R|P says:

    Uma palavra para essa Finlândia: cinzento.

    Sabes, o meu irmão fez um estágio de 6 meses aí onde tu estás e disse maravilhas disso. É certo que é uma realidade bastante diferente de Portugal ( que não deixamos de achar fantástico porque é aqui que temos tudo o que construímos até agora...) , mas as suas diferenças acabam por compensar um género de vida meritório e com qualidade. As fotos que ele me mostrou, o entusiasmo com que falou, tudo indica que é um país onde vale a pena estar neste tempo de crise, ou fora dela. Frio ou cinzento, nada disso são argumentos, eu adorava estar num país frio, o calor irrita-me um bocado... Vou-te contar uma cena que me fez dar trambolhões de risadas... Na altura que o meu irmão veio embora daí e trouxe aquelas merdinhas para toda a gente, tipo, recordaçõezitas e coisas do género, trouxe uma para ele, achando que tinha algo de sobrenatural! Era um candeeiro de gelo, com um tratamento qualquer para que não derretesse de um momento para o outro... A minha mãe passou-se quando o viu e suplicou para ficar com ele. O meu irmão desdobrou-se em egoísmo e não não e não!!, ninguém o demoveu de ficar com o preciosíssimo objecto. E no quarto dele, lá reluzia imaculado com tanta devoção, o candeeiro mágico de gelo do meu irmão... Dias depois, eu e o meu outro irmão tivemos um ataque de tanto rir, porque o candeeiro sagrado tinha...derretido!! Ele esqueceu-se que o nosso clima é muito diferente da Finlândia, era natural que derretesse. Foi o gozo total e absoluto... lol.
    :*

    Ora bem Romeuzinho, dizes que esse país aí é maravilhoso e tal, mas ainda não o percorreste todo, pois não? Só deves conhecer uma pequena percentagem, não é? Como então assim globalizar essa maravilha, hã? lool Bem, vê lá nem penses em ficar aí para sempre, eu não deixo!! muito beijos.
    Quando é que voltas??

Enviar um comentário